quarta-feira, 12 de agosto de 2015

MISSÃO: IMPOSSÍVEL - NAÇÃO SECRETA - REVIEW


Chega aos cinemas nesta quinta-feira, 13 de agosto , “Missão: Impossível – Nação Secreta”, quinto capítulo da franquia mais bem sucedida do astro Tom Cruise. Do alto de seus 53 anos, Cruise é um dos atores mais dedicados em atividade, entregando-se arduamente a sua composição de personagem e tentando se superar em cada cena de ação. Só para dar um exemplo, a sequência onde o ator se pendura de um avião em plena decolagem foi feita pelo próprio Cruise sem o auxílio de dublês.

Christopher McQuarrie abraça as funções de roteirista e diretor com inteligência ímpar (ele já recebeu o Oscar de Melhor Roteiro por “Os Suspeitos” de 1995), entregando um filme recheado com ótimas cenas de ação, equilibrada com uma história contundente de espionagem e um roteiro inteligente e divertido. McQuarrie, que já trabalhou com  Cruise em  “Jack Reacher: O Último Tiro” (2012)  e “No Limite do Amanhã” (2014), foi especificamente solicitado pelo ator depois que Brad Bird, diretor de “Missão: Impossível - Protocolo Fantasma” (2011), decidiu se afastar do projeto para cuidar de “Tomorrowland: Um Lugar Onde Nada é Impossível” (2015). 

Na história, depois da FMI (Força Missão Impossível) ter sido desmantelada pelas ações da CIA, Ethan Hunt encontra-se sozinho no campo, desacreditado e perseguido, com sua cabeça a prêmio. Ele consegue recrutar seu fiel amigo Benji (Simon Pegg) para tentar encontrar o líder de uma associação terrorista conhecida com Sindicato e assim limpar seu nome e restabelecer a FMI.

Nessa confusão, cruza o seu caminho a espiã ilsa (a sueca Rebecca Ferguson) quem não se sabe se está ali para ajudar ou atrapalhar os eforços de Hunt. Ferguson, à propósito, é uma das grandes revelações do longa. Ela consegue interpretar uma agente ao mesmo tempo bela e feminina, mas incrivelmente ágil e durona. Simon Pegg, que é um excelente ator de comédia, está ótimo no papel secundário que garante os melhores momentos de alívio cômico do filme ao lado de Jeremy Renner e Ving Rhames.  

Tom Cruise está impecável como Ethan Hunt, de longe o personagem mais icônico de sua longa carreira. Vale lembrar que o primeiro “Missão Impossível” chegou às telas em 1996, pelas mãos de Brian de Palma. De lá para cá, 19 anos se passaram. Depois de receber a direção de John Woo, em 2000, de J.J. Abrams em 2006, e Brad Bird de 2011, “Nação Secreta” traz um novo fôlego a franquia e mostra que as missões impossíveis ainda estão longe de acabar. 

Veja o trailer:


Nenhum comentário:

Postar um comentário